Enfermagem

(0 avaliação)

Apresentação

O curso de Enfermagem da Faculdade da Polícia Militar tem como objetivo primordial, formar enfermeiros bacharéis capazes de influenciar na construção de novos paradigmas de saúde, através de um corpo de conhecimentos próprios, sedimentados em um pensar integral do cuidado humano, para atuar nas áreas de promoção, proteção e recuperação da saúde dos indivíduos, famílias e comunidades. O profissional deve ser compromissado com o contínuo desenvolvimento pessoal e social, na busca constante da melhoria do status de saúde da população.

Objetivos

O curso visa formar profissionais aptos a:

1. Possibilitar ao educando uma sólida formação teórica prática direcionada para a construção do conhecimento durante o processo de formação acadêmica.

2. Formar enfermeiros críticos e reflexivos que compreendam o homem como um ser em constante interação com o meio ambiente, tendo em vista a sua complexidade bio-psico-socio-espiritual.

3. Favorecer a aquisição de conhecimentos e habilidades que possibilitem ao futuro profissional promover ações integrais, oportunas, contínuas e de qualidade nas áreas básicas de saúde.

4. Desenvolver com o educando um modelo assistencial baseado na atenção integral à saúde do indivíduo, família e comunidade.

5. Contribuir no desenvolvimento de atividades reflexivas e críticas, sobre o trabalho de enfermagem no seu contexto de mundo, visando uma atuação responsável e participativa.

6. Favorecer a aquisição de conhecimentos e habilidades que tornem o futuro profissional, competente e habilitado para realizar os procedimentos técnico-assistenciais necessários no processo de cuidar do indivíduo, família e comunidade.

7. Preparar profissionais capazes de estimular o desenvolvimento de projetos junto à comunidade, motivando-a a interferir nos seus problemas de saúde, considerando os fatores socioeconômicos, políticos e culturais que influenciam no processo saúde-doença.

8. Formar profissionais capazes de planejar, organizar, coordenar, dirigir e supervisionar os serviços de enfermagem nos diferentes níveis de atenção à saúde das áreas públicas e privadas.

9. Estimular o interesse pela pesquisa como possibilidade de resolução de problemas vivenciados na prática profissional.

10. Favorecer a apreensão e aplicação dos valores políticos e éticos da profissão.

11. Possibilitar ao educando a apreensão da história do homem e relacioná-la com o processo saúde-doença e o processo de cuidar.

12. Incentivar a valorização e desenvolvimento da capacidade de trabalhar em equipe multiprofissional.

13. Favorecer a apreensão e aplicação de metodologia da assistência de enfermagem.

14. Integrar os estágios curriculares na totalidade da área de formação, buscando articular o ensino, a pesquisa e a extensão.

15. Gerenciar o processo de trabalho em enfermagem com princípios de Ética e de Bioética, em nível individual e coletivo em todos os âmbitos de atenção profissional.

Perfil

As Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de enfermagem sugerem minimamente as seguintes características implementadas na matriz curricular, além da portaria MEC nº 172/94, que estão refletidas na construção do perfil do profissional do Curso de Enfermagem:

• A concepção do processo saúde doença.
• O ciclo vital (a criança, o adolescente, o adulto e o idoso).
• O campo das práticas de saúde (a promoção, a prevenção e a recuperação da saúde).

A proposta privilegia a formação do Enfermeiro crítico e reflexivo com competência técnico-científico-ético-político-social-educativa, capaz de:

1. Atuar profissionalmente nas diversas fases evolutivas do ser humano.

2. Incorporar a ciência do cuidar em enfermagem como instrumento de interpretação e de intervenção profissional.

3. Estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões.

4. Compreender a política de saúde no contexto das políticas públicas, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações e as transformações que ocorrem no processo saúde-doença.

5. Reconhecer-se como sujeito no processo de formação de recursos humanos.

6. Dar respostas às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente.

7. Comprometer-se com os projetos voltados à solução de problemas.

8. Sentir-se membro da equipe profissional.

9. Reconhecer-se responsável pela coordenação do trabalho da equipe de enfermagem.

10. Identificar fontes, buscar e produzir conhecimentos para o desenvolvimento da prática profissional.

11. Buscar sua constante capacitação e atualização.

Documentação

• CPF do aluno e responsável (em caso de menor de 18 anos)
• Carteira de identidade (na falta, carteira de trabalho ou passaporte)
• Título de eleitor
• Certidão de nascimento, ou de casamento (em caso de divórcio, averbação do de divórcio)
• Reservista (Homens)
• Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou comprovante de escolaridade
• Histórico do Ensino Médio
• Comprovante de endereço

Manual do Candidato

Valores de Mensalidades

Informe os dados abaixo que entraremos em contato para maiores informações


Matriz Curricular

Detalhes do Curso

  • Portaria do MEC nº 488, de 11/04/2017
  • Nota do MEC 4
  • Turno Noturno
  • Vagas 160
  • Modalidade Presencial
  • Duração 10 Semestres
  • Horas 4140